domingo, 1 de janeiro de 2017

Última passarinhada do ano, em São Luiz do Paraitinga

E na última passarinhada do ano, voltei ao local que mais conheço aqui na região, São Luiz do Paraitinga no P.E.S.M. (Parque Estadual da Serra do Mar) no Núcleo de Sta Virgínia.

O André Mendes entrou em contato comigo e queria conhecer as aves da região, fomos no dia 29 durante a noite atrás do Narcejão e Corujas, mas o tempo virou ,e provou ser mais forte que todos e precisamos voltar por causa da chuva.

No dia seguinte, chegamos no P.E.S.M por volta das 7:30hs e já fomos recebidos pela Maria-preta-de-bico-azulado e a Guaracava-de-bico-curto. Foram muitas aves no decorrer do trajeto, a Choquinha-carijó colaborou demais e subiu no poleiro que coloquei pra ela, o Gavião-bombachinha passou por algumas vezes sobre nós e proporcionou ótimas fotos! O Pinto-do-mato, mesmo tímido, deixou ser fotografado, a Borralhara-assobiadora, o Verdinho-coroado, Arapaçu-escamado-do-sul, mas quem o André queria ver mesmo, era a Araponga.

Borralhara-assobiadora | Large-tailed Antshrike

Pinto-do-mato | Speackle-breasted Antpitta

Gavião-bombachinha | Rufous-thighed Kite

Verdinho-coroado | Rufous-crowned Greenlet
Tinham várias cantando, a primeira que vimos estava muito, muito longe mesmo, era possível ver somente um pontinho branco bem longe. Tentamos chegar mais próximo, mas foi impossível. Mas eu tinha um plano B!

Continuamos a frente e fomos para um ponto onde era possível ver a Araponga bem de perto! O André conseguiu fazer as fotos que queria e além da Araponga, conseguimos ver também o Anambé-branco-de-rabo-preto que foi outro lifer para ele.

Araponga | Bare-throated Bellbird

Anambé-branco-de-rabo-preto | Black-tailed Tityra


Almoçamos na Pousada Oikos e na parte da tarde teve mais uma pancada de novas aves para o André, foi o João-botina-da-mata, Curió, Tororó, Fruxu, Casaca-de-couro-da-lama e finalizamos com o Cochicho.

João-botina-da-mata | Orange-eyed Thornbird

Tororó | Ochre-faced Tody-Flycatcher

Cochicho | Firewood-Gatherer



Fora mais de 120 espécies escutadas e muitas delas fotografadas finalizando o ano de 2016 com excelentes fotos e mais um cliente feliz!

Essa é a lista geral das aves avistadas: http://ebird.org/ebird/brasil/view/checklist/S33298038

Espero que tenha gostado André, quando precisar novamente, estou a disposição!



Um excelente 2017 para todos!

sábado, 31 de dezembro de 2016

Ultima guiada na Trilha dos Tucanos de 2016

Foram muitas idas e vindas esse ano, uma média de 4 vezes por mês, eu tinha que fechar com chave de ouro! Um lugar realmente especial, que quero firmar cada vez mais meus roteiros incluindo como base a Trilha dos Tucanos, não é um lugar de apenas comedouros, a Trilha dos Tucanos está em uma região fantástica, nos comedouros ou nas trilhas, ou nas estradas, onde você estiver ali, terá bons resultados digo a todos que, na minha opinião, este é o melhor lugar para passarinhar na Mata Atlântica do Sudeste, o custo benefício é fantástico! Você anda pouco para ver muito.

Fui chamado pela minha querida amiga Silvia Faustino Linhares para passar um dia na Trilha, recomendei que passasse pelo menos uma noite, é o que digo a todos, vale a pena, acordar lá, descansado para fazer as trilhas é algo especial! Fomos para a Trilha na parte da tarde chegando lá antes de escurecer. O calor estava reinando mas dentro da mata sempre é mais fresco e logo de cara, já nos deparamos com um casal de Maria-leque-do-sudeste bem ativo, comendo insetos e já fotografamos nosso objetivo principal da viagem (que era melhorar a foto dessa ave). Porém percebemos que esse casal ainda nos traria melhores emoções, portanto deixamos o local por causa do cair da noite, mas já com planos para voltar no dia seguinte e buscar a tão sonhada foto dessa ave.

Maria-leque-do-sudeste | Atlantic Royal Flycatcher
O dia seguinte amanheceu ótimo e já começamos com um grandioso e procurado lifer para Silvia, o Pica-pau-de-cara-canela, conseguimos boas fotos da ave se alimentando, depois de uma boa subida de morro para chegar próximo da ave. Além dessa ave ser rara, ela é ameaçada de extinção e fazia muito tempo que eu não a via na Trilha dos Tucanos, da ultima vez foi só de relance, fora isso fazia meses que a ave não dava sinal por lá. Fiquei extremamente contente em saber que essa femeazinha ainda está por ali e nos permitiu a aproximação para ser registrada!

Pica-pau-de-cara-canela | Helmeted Woodpacker

Depois disso, fomos para as melhorias de foto. O primeiro foi o Macuquinho, que deixou ser fotografado enquanto cantava em sua toca (só de canto e não de moradia), depois, foi a vez do entufado que nos deu um verdadeiro SHOW! Deixou a tremedeira tomar conta de nós dois. O bicho cantou por três vezes seguidas no limpo, naquele galinho cheio de musgo que você tanto espera que ele suba, coisa linda de ver e de se emocionar.

Entufado | Slaty Bristlefront

Voltando, a Silvia comenta comigo: Poxa eu queria tanto uma foto boa de Tangará, a que eu tenho é tão ruinzinha.... Eu literalmente dou dois passos e olho a minha esquerda e digo: Silvia, ali, ali, no baixo!!!!! Um macho de tangará, LINDO, ela toma frente faz uma ou duas fotos e a ave vai para o rio e começa a TOMAR BANHO!!!!!!! Foram várias fotos e nesse momento a Silvia me alerta, FILMA! Parece que estávamos usando o mesmo cérebro, pois eu já tinha virado a chave para filmar e só estava ajustando o foco. A ave tomou banho e saiu para um poleiro mais alto para se secar. INCRÍVEL!



Chegamos perto das 11:30hs na pousada e disse para a Silvia, temos uma hora para o almoço, acho que vale a pena ir lá na Maria-leque-do-sudeste para fotografar e esperar o horário. Com isso, partimos para o local e foram necessários 30 minutos para o grande feito se concretizar. Apenas alguns segundos, talvez até menos.

Nesse ano, eu já vi algumas vezes essa ave abrir o leque, talvez umas 4 vezes, mas dessa vez foi diferente, eu estava tão confiante que ela faria isso, a Silvia estava tão conectada comigo também e de bons pensamentos para que isso acontecesse que quando aconteceu, foi algo quase que esperado. No entanto que da mesma forma que aconteceu com o tangará, ela me pediu para filmar e eu já estava ajustando o foco para filmar... o vídeo completo demora apenas 30 segundos e foi o único vídeo que fiz da ave nesse dia!



Quando terminou, só percebo a Silvia voltar a respirar e soltar um palavrão de felicidade! Foi para lavar a alma, um lugar especial, várias aves especiais e momentos impagáveis que fecharam mais do que chave de ouro esse ano.

Obrigado Trilha dos Tucanos pela confiança e participação desse meu trabalho que quero firmar ainda mais em 2017, obrigado Silvia Faustino Linhares, pela confiança, pela escolha e pelos bons momentos desse ano e dessa ultima passarinhada.

Postagens populares